Coro Juvenil do Conservatório apresenta espetáculo Entregas Vocais

No próximo dia 5 de junho, às 18h30, o Coro Juvenil do Conservatório Pernambucano de Música (CPM) apresenta o espetáculo Entregas Vocais. Com roteiro e apresentação de Maria Clara Albuquerque (esta mesma que vos escreve) e regência da professora Abinaésia Souza, a apresentação simulará um programa romântico de rádio ao vivo com direito a bilhetinhos/ declarações. A apresentação ocorrerá no auditório Cussy de Almeida com entrada franca.

Arte: Abinaésia Souza

Serviço:
O quê? Espetáculo musical teatral Entregas Vocais: Para ouvir com o coração!
Quando? dia 5 de junho, às 18h30
Onde? Auditório Cussy de Almeida (Conservatório Pernambucano de Música, Avenida João de Barros, 594 – Santo Amaro, Recife
Quanto custa? Entrada gratuita

Obrigada, painho

Paulista, 14 de março de 2017

Hoje, é o aniversário da pessoa mais importante da minha vida, a melhor pessoa que já conheci. Não posso mais vê-lo. Não posso mais ouvi-lo. Não tenho como parabenizá-lo. Há nove aniversários, vivo a dicotomia de querer celebrar a sua vida, de onde provém a minha, e não poder abraçá-lo. Há nove aniversários o meu corpo sente o buraco da parte de mim que se foi junto com ele e adoece. Para manter viva a nossa conexão, me mantenho próxima do que mais me aproximava dele. Então, eu escrevo e canto. Em segundo lugar, porque são duas das principais necessidades da minha existência. Em primeiro, porque preciso me lembrar de quem eu sou: eu sou filha de Ricardo. Albuquerque é o meu sobrenome. Obrigada painho.

Insistir na guerra

Já não sei o que fazer com a espera
Enquanto esses pensamentos invadem o meu presente
Consomem meu paladar cerebral de algo bom
E tomam conta da minha mente

Por todas as vezes me preocupei com o futuro
Que estou criando deixando a paz acabar
E tentei repelir o que sinto e penso
Por tantas e quantas vezes isso fosse durar

Na última tentativa
Falei de novo, despretensiosamente, com Deus
E pedi pelo que me causava medo
Entregando os resultados do destino meu

De repente, o corpo assentou-se em si
E eu soube que Deus acolheu o pedido
Agora, é nisso que quero crer
E é isso que pretendo manter vivo